Educação ambiental é temática de projeto realizado nas escolas Antonio Parreiras e Laurentino Machado de Tio Hugo

A Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente em parceria com as escolas Antonio Parreiras e Laurentino Machado está realizando um trabalho denominado “Educação Ambiental” voltado para a preservação do meio ambiente. O projeto é direcionado para os alunos do 5º ao 9º ano do ensino fundamental das duas escolas, e busca através de palestras e atividades práticas demonstrar que atitudes simples do dia-a-dia podem fazer a diferença na proteção do ambiente em que vivemos.

O engenheiro agrônomo da secretaria, Osvaldo Santos Lima, ministrou palestras para os alunos com a temática “descarte correto do lixo e reciclagem”. Nessas atividades Osvaldo apresentou alternativas e ações simples que contribuem para a destinação correta dos resíduos produzidos nas residências. De acordo com o engenheiro agrônomo cerca de 100 jovens alunos participam do projeto que conta também com a parceria da secretaria municipal de Educação, Cultura e Esporte e Lazer  e Emater. “Demonstramos a importância de separar o lixo úmido e o seco, para reaproveitar materiais e realizar a compostagem e vermicompostagem, aumentado a vida útil do aterro sanitário e protegendo o meio ambiente. Além disso, é possível utilizar esses materiais como adubo, que são excelentes para manutenção de uma horta, por exemplo”, explicou Osvaldo.

O intuito deste projeto é demonstrar na prática ações que promovem o tratamento do lixo e a proteção ambiental. Entre os trabalhos realizados está a fabricação de uma composteira utilizando baldes, onde o engenheiro agrônomo ensina o passo a passo da sua criação, para que os alunos façam em suas residências. “O trabalho didático é importante, mas a prática é fundamental para que possamos fazer a diferença. Certamente a atuação e envolvimento destes jovens será importante no futuro, pois eles poderão aplicar o que aprenderam aqui no dia-a-dia da sua casa, separando de forma correta o lixo”, finalizou Osvaldo.

+ Mais sobre a compostagem:

Você sabia que 60% do lixo gerado em sua casa é orgânico e pode ser transformado em um adubo de ótima qualidade? O Brasil produz 242 mil toneladas de lixo urbano por dia, sendo que 60% deste material são resíduos orgânicos que podem se transformar em adubo de excelente qualidade. Uma forma de produzir este adubo a um custo muito baixo é através da compostagem orgânica.

O primeiro passo para realizar o processo de compostagem orgânica é a separação do lixo dentro da nossa própria casa, iniciando com a distinção entre o lixo orgânico (alimentos crus ou cozidos como cascas, bagaços, caroços e sementes de frutas e hortaliças, borra de café, guardanapo e papel toalha) do não orgânico (vidro,metal, plástico, embalagens longa vida,isopor, pilhas e baterias). Separar o lixo orgânico é um hábito que se adquire facilmente. Uma vez separado o lixo, você poderá usar uma composteira caseira.

Composteira caseira. O que é isso?

A composteira caseira é um mecanismo simples e barato para a transformação do lixo (resíduo) orgânico produzido em sua casa em um adubo de excelente qualidade.

Veja como é fácil construir a sua!

Benefícios do uso da composteira caseira

Além de ajudar na conservação do meio ambiente, o uso da composteira caseira pode ser uma interessante ferramenta de educação ambiental para adultos e crianças, nas escolas e em casa. 

1-Redução do volume de lixo destinado aos aterros, gerando grande economia aos municípios. 

2-Reciclagem de matéria orgânica e ganho de nutrientes para o solo. 

3-Adubo ecológico para produção de alimentos orgânicos (horta doméstica). 

4-Diminuição do mau cheiro dos lixos domésticos e trazendo benefícios para o meio ambiente.

Fonte: Prefeitura de Tio Hugo

Conteúdo Relacionado