Venda de bebidas alcoólicas em estádios pode ser liberada no Rio Grande do Sul

Uma comitiva, formada por representantes do Grêmio, Internacional e o Sindiclubes, esteve na Assembleia Legislativa e entregou proposta para reabrir o debate e avaliar a regularização da venda de bebida nos estádios.

Já tramita um projeto na Comissão de Constituição e Justiça da casa e a presença dos representantes dos clubes serviu para dar mais celeridade na tramitação. No Rio Grande do Sul, desde 2008, está em vigor uma lei que proíbe o consumo e a venda de bebidas alcoólicas nos estádios gaúchos. Essa proibição atingiu as finanças dos clubes do interior, que perderam uma grande fonte de renda.

O deputado Juliano Roso, que participou da reunião com os clubes, cita que a venda era um importante meio de receita dos clubes do interior e representa cerca de um terço do orçamento dos times. Diz que sua proposta visa liberar a venda apenas durante intervalos, e após os jogos. Com relação a segurança citou que é possível liberar a venda de bebida e, ao mesmo tempo, reforçar a vigilância, seja física ou eletrônica para eliminar as ações violentas de maus torcedores dos estádios.

Para Juliano, é necessário perceber que o ato de proibir o consumo de álcool durante os jogos não impede a violência, já que os torcedores consomem bebida até a porta dos estádios, uma atitude que coloca em xeque a “lei seca” imposta nestes espaços.

Fonte: Rádio Uirapuru