Fake News: internauta deve ficar atento e não acreditar em tudo que lê nas redes sociais

Nestas eleições, algo que foi presente de forma intensa e causou muita preocupação foram as chamadas Fake News, notícias falsas. Foram divulgados nas redes sociais vídeos com falhas graves em urnas, que depois precisaram ser desmentidos por órgãos de imprensa de renome e até declarações do TSE. Estas informações falsas correram durante todo o dia de votação e muitos tomaram como verdade.

Em entrevista na Uirapuru, a diretora da Faculdade de Artes E Comunicação da UPF, Dra. Bibiana de Paula Friedrichs, explicou que as notícias falsas, em tempos de internet podem influenciar em uma decisão de escolha de voto e o internauta deve ficar atento.

Hoje estas notícias são produzidas de diferentes formas, a maioria com intenção política e seguem elementos jornalísticos tradicionais, o que torna mais convincente.

O internauta deve ficar ligado a alguns sinais antes de tomar como verdade qualquer notícia. É preciso checar se ela foi escrita por um veículo de comunicação de confiança, estabelecido, se a notícia está dentro do site deste veículo realmente, além de sempre abrir o link para ler todo o texto.

Já ao jornalista cabe a tarefa da boa apuração dos fatos, com fontes fiéis e de confiança para não criar uma notícia falsa por acidente. A tarefa de identificação não é algo fácil, pois a sociedade estava acostumada a sempre ter a verdade dos veículos. Com o advento da internet, todos são um emissor de notícias e com isso, infelizmente, notícias falsas com interesses políticos são vinculadas.

Fonte: Rádio Uirapuru